Provavelmente você já foi questionado sobre suas fontes de proteínas. Mas você sabe o que exatamente elas são e como agem no organismo? Para acabar com todas essas dúvidas, nós consultamos três profissionais que irão nos familiarizar com o assunto.

proteinasblog
Conhecendo…

As proteínas são nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Segundo Flávia da Silva Santos, professora do curso de nutrição da Anhanguera de Niterói, elas são necessárias ao organismo em grandes quantidades e devem constituir grande parte da nossa dieta. “As proteínas possuem funções biológicas no nosso organismo, por exemplo, elas participam da constituição do tecido muscular, dos hormônios e das células de defesa”, esclarece.

Consumindo…

De acordo com Flávia, a proteína vegetal pode possuir a maioria dos aminoácidos essenciais. “Uma dieta vegetariana bem equilibrada e orientada pode substituir uma dieta onívora (proteína de origem animal)”, finaliza a profissional.
Agora que você já sabe o que são as proteínas e que pode consumir apenas as de origem vegetal, elencamos 3 itens para você adicionar nas refeições diárias e ainda explicamos os outros benefícios que eles trazem para a sua saúde. Confira!

  • Frutos secos: “além de serem grande fonte de proteína vegetal, são ricos em potássio, cálcio, fibra, ferro e vitaminas do complexo B. Eles também ajudam na prevenção de doenças cardiovasculares, especialmente as nozes”, explica Barbara Rodriguez, nutricionista da Nutri Import.
  • Soja: possui alto teor de aminoácidos essenciais e também é rica em potássio, magnésio, cobre e ferro.
  • Levedura de cerveja: “contém uma quantidade extraordinária de proteínas vegetais, 45g a cada 100g. É altamente recomendas para quem segue uma dieta vegetariana estrita, já que suas proteínas são de fácil absorção”, pontua a Barbara.

 

Elaboramos também uma lista baseada na TACO (Tabela Brasileira de Composição de Alimento) com vários itens que você pode encontrar facilmente no supermercado. Os gramas de proteínas são baseada em 100g de cada alimento.

  • Chia: 16,54g
  • Ervilha: 4,6g
  • Grão de bico: 8,86g
  • Lentilha: 6,3g
  • Feijão preto: 4,5g
  • Quinoa (crua): 14,12g
  • Tofu: 6,6g
  • Tremoço: 11,1


Anota aí!

A quantidade do nutriente que deve ser ingerida varia de acordo com o peso corporal, então o mais indicado é procurar um profissional que fará a recomendação.

#FICADICA

Segundo o Dr. Ricardo Zanuto, a falta de proteína pode acarretar diversos problemas. “Os cabelos e unhas se tornam frágeis, o organismo demora para se recuperar, além de dificultar o funcionamento de todo o organismo”, explica. Isso não significa que devemos consumir proteínas sem moderação. Quando ingerida além da quantidade necessária pode sobrecarregar o fígado e rins.


Consultoria: 
Barbara Rodriguez, nutricionista Nutri Import; Flávia da Silva, professora do curso de nutrição da Anhanguera de Niterói; Dr. Ricardo Zanuto, Doutor em fisiologia humana e biofísica pela Universidade de São Paulo, USP.

Fonte: TACO (Tabela Brasileira de Composição de Alimento) da Unicamp (Universidade de Campinas)

Apaixonada por corujas, balões, livros e chocolate. Formada em jornalismo, já atuou como redatora em revistas femininas na Editora Alto Astral. Queria estudar gastronomia, moda e design, mas por enquanto ocupa os dias como Analista de Mídias Sociais em um estúdio de tatuagem e assistindo séries no Netflix.