Em excesso ele retém líquidos e faz com que o corpo fique inchado, na medida certa ele pode ser um aliado.

sodio2
Presente não apenas no sal de cozinha, que é composto por 40% de sódio, alimentos industrializados, comidas prontas congeladas e alimentos processados, como os pães, também levam grande quantidade do mineral na composição. Ou seja, consumimos muito mais do que as 2 gramas por dia recomendadas pela Organização Mundial da Saúde.
Segundo a nutricionista Viviane Pereira, o sódio é essencial. “Nosso organismo possui a chamada bomba sódio-potássio, que é responsável pelo volume de água no organismo. Essa bomba é regulada pela presença do sódio e do potássio. O potássio entra nas células e o sódio sai, regulando principalmente o volume de sangue no organismo”, explica a nutricionista.


Diminua o consumo

Uma das consequências da ingestão inadequada de sódio é a hipertensão arterial, um dos principais fatores de risco das doenças do coração. “Em excesso, o sódio aumenta a capacidade sanguínea de “puxar” líquidos dos tecidos para o sangue, quando isso acontece, o organismo aumenta a pressão arterial para tentar fazer com que todos os tecidos sejam irrigados e, dessa forma, preservar o equilíbrio e normalizar a falta de água nas células”, conclui.
Por conta dessa capacidade de puxar água, o rim não consegue eliminar todo o excesso de líquidos e passa a retê-lo, fazendo com que o corpo fique inchado. Para combater a retenção, evite alimentos com excesso de sódio e beba bastante água!


Dia-a-dia

A nutricionista Fernanda Seiffer dá três soluções para evitar o consumo de sal ao longo do dia. Confira!

  • “Diminua o consumo de produtos industrializados, como caldo de legumes pronto, comidas congeladas e macarrão instantâneo”, sugere.
  • Tire o saleiro da mesa, assim é possível evitar que mais sal seja adicionado nas refeições depois de prontas.
  • Adicione mais temperos naturais durante o preparo as refeições, eles realçarão o sabor das suas preparações, podendo diminuir a quantidade de sal sem deixar a comida sem graça.

 

#FICADICA

Fernanda também dá duas dicas práticas para substituir o sal na hora de preparar aquela comidinha deliciosa.

  • Limão: “ele realça o sabor dos alimentos e ajuda a diminuir a necessidade do sal”, esclarece a profissional.
  • Ervas frescas ou desidratadas: inclua salsinha, cebolinha, salsão, tomilho, manjericão, coentro, orégano, alecrim, pimenta, páprica ou cúrcuma, e as refeições ficarão com mais sabor e mais nutritivas.

 

Consultoria: Fernanda Seiffer, nutricionista consultora da Rakkau; Viviane Pereira, nutricionista da Rede Mundo Verde.

Apaixonada por corujas, balões, livros e chocolate. Formada em jornalismo, já atuou como redatora em revistas femininas na Editora Alto Astral. Queria estudar gastronomia, moda e design, mas por enquanto ocupa os dias como Analista de Mídias Sociais em um estúdio de tatuagem e assistindo séries no Netflix.