Coração de Bananeira

O coração de bananeira, também conhecido como umbigo de bananeira, é um ingrediente pouco conhecido, inclusive eu mesma não tinha experimentado até preparar esta receita.
Minha sogra plantou banana nanica no quintal e quando o cacho nasceu, pedi para ela separar o coração para mim, pois uma vez vi que ele é utilizado no preparo de receitas e sempre tive vontade de experimentar. Como só tinha um, não tive a oportunidade de testar diversas vezes, então eu fiz utilizando receitas e informações da internet como base, como esta e esta do Youtube, esta pela SOS Vegan no Menu Vegano, esta da GNT e esta do Paladar.

Ingredientes

1 coração de Bananeira (As outras quantidades são relativas a 1 unidade)
Água
4 colheres (de chá) de bicarbonato de sódio
1 limão médio (usei Tahiti – cerca de 2 colheres de sopa)

Para o refogado:

1 dente de alho grande picado
3 colheres (de sopa) de cebola picada
1 tomate médio bem maduro picado
1 miolo de coração de bananeira cozido
1 colher (de sopa) de salsinha picada
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
Azeite a gosto

  • Como não comprei, não sei dizer a faixa de preço

  • O rendimento dependerá do tamanho do ingrediente

  • Tempo de preparo: 40 minutos

  • Não contém glúten

  • Vegan

Modo de preparo

Seguem algumas informações antes do preparo da receita:
A maioria das receitas que encontrei ensinavam apenas o uso do miolo, mas na receita do Menu Vegano vi que era possível utilizar as flores, então guardei elas também.
Logo que eu peguei o coração, retirei uma pétala e experimentei uma florzinha, que era muuito amarga. Descobri que isso é normal, e para perder este amargor é necessário ferver.
Para preparar o coração de bananeira, retire as folhas até chegar ao miolo, que é bem branquinho. Guarde as flores se quiser. Eu optei por cozinhar separado do miolo, pois estava testando consistência e sabor de cada um, mas você pode fazer todos os processos a seguir usando os dois juntos.

Em uma vasilha, coloque cerca de 1 litro de água, 1 limão espremido (usei o Tahiti) e uma colher de chá de bicarbonato de sódio. Misture e reserve.
Pique o miolo em rodelas e já coloque nesta mistura da água. Logo que você começar a cortar, notará que estas rodelas vão ficando escuras. Deixar de molho ajudará a não escurecer tanto. Deixe por 10 minutos.
Coloque cerca de 1 litro de água para ferver, junto com uma colher de chá de bicarbonato.
Passados aqueles 10 minutos, escorra o miolo picado, lave e coloque naquela água quente. Deixe cozinhar por uns 3 minutos depois que começar a ferver.
Depois disso, escorra e lave. Lave também a panela, para tirar o amargor dela também. Coloque outra água, mais uma colher de chá de bicarbonato, adicione as rodelas e deixe cozinhar por mais 3 minutos.
Isso ainda vai precisar se repetir mais uma vez, para tirar todo o amargor.

Para o refogado:

Coloquei em uma panela em fogo médio um fio de óleo e refoguei o alho e a cebola até ficarem levemente dourados. Acrescentei o tomate e deixei cozinhar até ele ficar bem derretido. Adicionei o miolo, temperei com sal, pimenta, reguei com um fio de azeite e misturei. Finalizei com salsinha picada.
Este mesmo processo pode ser repetido no preparo das flores, seja junto do miolo ou separadas. Piquei elas antes de refogar e, como são mais firmes que o miolo, adicionei elas antes do tomate.

Dicas

  • Eu, particularmente, achei que é uma receita que precisa de muita água pra fazer, e fiquei com dó ao longo do preparo, principalmente porque não sabia se tinha como reaproveitar esta água, então acabei descartando. Acho que se for fazer em uma quantidade maior, seja melhor, ou pelo menos utilizar as flores também.
  • Este coração de bananeira não tem bem um gosto específico. Ele é bem neutro, e aquele gosto amargo que eu tinha experimentado logo no começo do processo sumiu completamente do miolo, não das flores. Pelo que vi, é um ingrediente que é pra ser meio amarguinho mesmo.
  • A textura lembra um pouco cebola refogada. Ele ficou bem molinho, então acho que eu cortaria um pouquinho mais grosso do que mostrei no vídeo, para ver se melhora um pouco a textura.
  • Acho que este refogado pode ser utilizado como recheio de salgados, em escondidinhos, ser servido com purês. Só que ele rende muito pouco. O coração que utilizei tinha cerca de 500g e no final obtive apenas 100g do miolo já refogado. Caso você utilizar as flores também, o rendimento será bem maior, só ficará levemente amargo, mas não é algo impossível de se comer não.
  • Pelo que pesquisei na internet, entre os corações de bananeira, o menos amargo é o da banana prata.
  • Eu nunca vi para comprar onde moro, mas acredito que se perguntar a feirantes, pode ser que te ajudem com informações.
  • Ainda não achei informações nutricionais, só sei que é um alimento com bastante fibra. Caso eu encontrar, atualizo aqui.
Vegetariana e amante de animais (sobretudo gatinhos). É designer de produtos, fotógrafa freelancer, e apaixonada por culinária desde pequena. Adora cozinhar, principalmente para os outros, testar ingredientes e receitas! Muitos dos pratos que conhece aprendeu pesquisando e principalmente testando.