Brotos de Lentilha

O tema da playlist de setembro dos parceiros da Tastemade Brasil é Primavera, então resolvi fazer algo que me lembra muito ela: brotos de lentilha. Brotos, germinação.. achei a cara da Primavera!
Eu descobri os brotos de lentilha em um restaurante vegetariano daqui de Bauru e jamais imaginei que era possível fazer em casa, mas é tipo aquele feijãozinho no algodão, que fazíamos quando éramos crianças.
Quem me ensinou e me animou a fazer os brotos em casa foi a minha amiga Bombom. Obrigada Bombom, minha vida mudou! <3
Segundo o site Minha Vida, o broto de lentilha tem vitaminas C, E e ácido fólico, tem também ferro, fósforo e potássio. Destaque para a quantidade de proteínas que somam 24% de sua composição, sendo uma ótima opção para vegetarianos e veganos.

Ingredientes

1/2 xícara (de chá) de lentilha crua (quantidade sugerida)
Água

  • Preço médio: R$ 2,50

  • Serve em média 4 pessoas

  • Tempo de preparo: cerca de 3 dias

  • Não contém glúten

  • Vegan

Modo de preparo

Em uma superfície limpa, coloque as lentilhas e separe as que estiverem pela metade, murchas, manchadas e quebradas. Elas precisam estar inteirinhas para brotar. Você pode colocar mais ou menos, tudo vai depender da quantidade de brotos que você quer. É bom que o vidro seja pelo menos o dobro do tamanho da quantidade de lentilhas a serem germinadas.
Lave bem e coloque em uma vasilha de vidro bem limpa, cubra com o dobro de água filtrada, coloque um paninho furado ou gaze por cima e prenda com um elástico. Deixe descansar em um local fresco por 8 horas.
Passado este tempo, retire a gaze, e escorra a água com o auxílio de uma peneira. Coloque água corrente no pote, chacoalhe e escorra novamente. Repita o processo mais uma vez para lavar bem.
Escorra bem, devolva tudo ao pote, cubra com a gaze, feche com o elástico e deixe descansando novamente em local fresco e protegido da luz.
No dia seguinte, repita o processo. O ideal é lavar duas vezes por dia (de manhã e de noite), principalmente em dias quentes. Retire a gaze, coloque água no pote, chacoalhe, escorra bem, feche com a gaze e deixe descansar novamente. Repita o processo por mais 1 ou 2 dias. Seus brotos poderão ser consumidos quando tiverem uns rabinhos compridos. Lave bem antes de consumir.
Obs: Existe outra maneira super fácil de fazer brotos em casa, que eu aprendi com a Sandra, do blog Papacapim, que é um blog que gosto muito! Veja aqui.
Depois que você deixou a lentilha de molho por 8 horas, lavou bem, escorreu, você coloca ela em um prato, espalha bem com uma colher e tampa com outro prato igual, do mesmo tamanho. Vai criar um tipo de estufinha lá dentro. Aí você lava uma vez por dia, colocando tudo em uma peneira e depois voltando ao prato. Repita o processo 2 ou 3 vezes.

Dicas

  • É recomendado que você consuma seus brotos crus, pois assim você preserva os nutrientes. Você pode servi-los acompanhados de salada – temperados com sal, azeite (ou óleo de coco), limão e outros temperos – ou batidos no suco, e nos lanches. Se preferir refogado, pode fazer ele com legumes ou na sopa. Eu gosto de comer com guacamole na tapioca, mas também já fiz aquele macarrão de abobrinha, e servi com guacamole e com ele e ficou delicioso!
  • Na minha opinião, o  sabor do broto de lentilha é mais acentuado do que o de feijão (moyashi) e o broto de alfafa, que são os mais conhecidos. Para quem ainda não está acostumado, recomendo começar misturando ele com outros legumes, fazer refogado ou bater com sucos para ficar mais suave (:
  • Não precisa remover as cascas para consumir. Eu geralmente tiro as que saíram durante o processo de germinação.
  • O ideal é que você lave seus brotos duas vezes ao dia, porém já lavei uma vez e deu certo também, mas não era um dia quente.
  • Comprei um rolinho de elástico em uma loja de armarinho e estou usando ele.
  • Armazenamento: O ideal é consumir ele no dia que você colheu, mas para guardar, forre uma vasilha de vidro com uma folha de papel toalha, coloque os brotos bem lavados e tampe. Guarde na geladeira por até 2 dias.

Dicas da minha amiga Bombom (que me ensinou a fazer os brotos – veja o Instagram dela com dicas aqui)

  • Você pode germinar várias sementes e grãos, porém eles precisam estar crus, com casca e inteiros (lentilhas, feijões e ervilhas partidos não germinam).
  • Panos que podem ser usados: gaze, pano de queijo, musselina, tule – precisam ser bem furadinhos, para poder ventilar melhor
  • Se você tiver um pote mais comprido, você pode deixar ele deitado para o ar circular melhor lá dentro.
Vegetariana e amante de animais (sobretudo gatinhos). É designer de produtos, fotógrafa freelancer, e apaixonada por culinária desde pequena. Adora cozinhar, principalmente para os outros, testar ingredientes e receitas! Muitos dos pratos que conhece aprendeu pesquisando e principalmente testando.