Brownie Vegano

O tema da playlist dos parceiros da Tastemade Brasil do mês de maio é “Filmes”, e já que estamos com um especial de casamento, resolvi fazer um gancho e escolhi representar a receita de uma comédia romântica. O filme escolhido é “Um lugar chamado Notting Hill”, que eu gosto muito, e a receita é o brownie mais disputado, e só ganha ele quem tiver a história mais triste.
Adaptei esta receita do site do Jamie Oliver (Veja a receita original aqui). Já tinha feito alguns brownies, até fiz um delicioso para o I Could Kill For Dessert (Receita aqui), mas depois que descobri esta receita do Jamie só faço ela em casa!

Ingredientes

1 e 1/2 xícara (de chá) de farinha de trigo com fermento
3 colheres (de sopa) de cacau em pó
1 xícara (de chá) de açúcar cristal ou demerara
1 pitada de sal
1 xícara (de chá) de leite de amêndoas
5 colheres (de sopa) de óleo
1/2 colher (de chá) de essência de baunilha
150g de chocolate meio amargo derretido
50g de chocolate meio amargo picado
1/2 xícara (de chá) de castanhas picadas

  • Preço médio: R$ 10,00

  • Serve até 8 pessoas

  • Tempo de preparo: cerca de 45 minutos

  • Contém glúten

  • Vegan

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 210ºC, unte uma assadeira média (a minha tinha 20cm x 30cm) com um fio de óleo e forre com papel manteiga.
Derreta o chocolate como preferir. Eu costumo picar em pedaços pequenos, e derreto no microondas por 30 segundos, misturo e devolvo por mais 30 segundos. Reserve.
Em uma vasilha, coloque a farinha, o cacau, o açúcar,  o sal, e misture. Adicione o leite de amêndoas, o óleo, a essência de baunilha, o chocolate derretido e misture. Adicione o chocolate picado e as castanhas picadas e misture novamente.
Coloque na forma e leve para assar por 35 minutos ou até você espetar uma faca e ela sair levemente úmida.
Retire com cuidado da assadeira e espere esfriar por uns 10 minutos antes de cortar. Está pronto!

Dicas

  • Existem chocolates do tipo meio amargo veganos. Eu geralmente uso da marca Harald Melken (o meio amargo, e o dark também é). Não gosto muito de citar marcas, pois infelizmente podem mudar, por isso friso a importância de sempre ler a lista de ingredientes do produto. Tem também o da Cacau Show, mas este é bem mais caro. O chocolate da Harald contém traços de leite, já que foi produzido por uma empresa que faz outros tipos de chocolate, portanto por ser processado no mesmo lugar e equipamentos, pode conter traços – não sendo recomendado para quem tem alergia/intolerância inclusive aos traços. Parece que a Callebaut e a Aro (do Makro) faz chocolates sem traços de leite, porém ainda não consegui comprar para experimentar, mas dizem que é muito bom.
  • Se não tiver farinha de trigo com fermento, pode usar a mesma quantidade da normal e adicionar 1/2 colher (de chá) de fermento químico em pó.
  • Uma amiga fez com farinha de arroz, no lugar da de trigo, para ter uma versão sem glúten. Ela usou uma xícara e disse que deu certo.
  • Nesta receita eu usei castanha-do-Pará, mas você pode usar nozes, castanha de caju, amêndoas..
  • Você pode trocar o cacau em pó pela alfarroba em pó.
  • No lugar do leite de amêndoas você pode usar o de soja ou o de amendoim (receita aqui).
  • Para armazenar: coloque em um potinho fechado e guarde na geladeira por até 3 dias. Gosto muito de comer este brownie quentinho, mas amo comer ele gelado com café.
Vegetariana e amante de animais (sobretudo gatinhos). É designer de produtos, fotógrafa freelancer, e apaixonada por culinária desde pequena. Adora cozinhar, principalmente para os outros, testar ingredientes e receitas! Muitos dos pratos que conhece aprendeu pesquisando e principalmente testando.